Autor Tópico: Qual o melhor remapeamento?  (Lida 4855 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline ALLYSSON FALCON

  • Live free or die...
  • Sr. Biker
  • ****
  • Mensagens: 456
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #285 Online: Janeiro 11, 2018, 06:27:38 pm »
Amigos,

meu tópico ficou gigante, uma verdadeira enciclopédia de informações técnicas e mecânicas...

Estou concentrado para minha viagem de abril/18, isso inclui estar duro até o fim do ano...  [kaka] [kaka]

Sendo assim, o projeto de remapeamento está adiado...

Confesso que estou mais indeciso agora do que quando fiz o post.

Vou relaxar, depois quebro a cabeça com isso...

Obrigado a todos que colaboraram com suas experiências e dicas...

Ride Safe...

Abrax...


Mas a discussão pode continuar, certo?


abs,
Roka


HAHAHAHAHAHAHAHA

Certamente, a discussão pode, e deve, continuar...

Mesmo porque, esse tópico será minha fonte primária de consultas para escolher como vou remapear a Gorda...

Pena, que pelo andar das coisas não terei essa grana tão cedo... [mellow]

Abrax
Live free or die...

Allysson Falcon
Goiânia/GO



FLSTC Heritage Softail Classic 2017 "Gorda"
Ex: Triumph Bonneville T100 2015 "Inglesinha"
Ex: Yamaha Drag Star XVS 650 2008 "Hot Lover"

Offline Kahuna

  • Biker
  • ***
  • Mensagens: 114
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #286 Online: Janeiro 11, 2018, 10:55:46 pm »

Offline Gustavo.

  • Rookie Biker
  • *
  • Mensagens: 41
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #287 Online: Janeiro 12, 2018, 06:55:22 am »
Comprei  um pv a uma semana, estou rodando com o mapa que o drago fez para minha 48 e também achei o aparelhinho bem legal, concordo com opinião do marcos.bonfim.7.


Offline Roka

  • Sr. Biker
  • ****
  • Mensagens: 375
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #288 Online: Janeiro 12, 2018, 02:59:47 pm »
Amigos,

meu tópico ficou gigante, uma verdadeira enciclopédia de informações técnicas e mecânicas...

Estou concentrado para minha viagem de abril/18, isso inclui estar duro até o fim do ano...  [kaka] [kaka]

Sendo assim, o projeto de remapeamento está adiado...

Confesso que estou mais indeciso agora do que quando fiz o post.

Vou relaxar, depois quebro a cabeça com isso...

Obrigado a todos que colaboraram com suas experiências e dicas...

Ride Safe...

Abrax...


Mas a discussão pode continuar, certo?


abs,
Roka


HAHAHAHAHAHAHAHA

Certamente, a discussão pode, e deve, continuar...

Mesmo porque, esse tópico será minha fonte primária de consultas para escolher como vou remapear a Gorda...

Pena, que pelo andar das coisas não terei essa grana tão cedo... [mellow]

Abrax


 [biggrin] [biggrin] [biggrin]


Mete um FP3 e, baixa o mapa para sua moto com o escape e filtro e seja feliz.
Num futuro se quiser brincar mais bota um PV.


Abs,
Roka

Fat Boy Lo 2015

Offline ML

  • Biker
  • ***
  • Mensagens: 226
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #289 Online: Janeiro 14, 2018, 04:36:12 pm »
Estou acompanhando este tópico desde o início, pois a tempos quero fazer o remap., porém sem saber o que/qual opção.
Confesso que não entendi diversas coisas, a discussão foi de alto nível de conhecimento.
Mas, agora, depois de muita leitura, descartei algumas opções, e estou entre duas:
Redline e FP3.
Porque estou entre as duas opções?
Porque fiquei interessado mesmo no FP3!
Mas, como sou um asno na área de informática/celular/aplicativos, etc (e preguiçoso pra aprender - além de não gostar dessas coisas [bravo]), estou com medo de comprar esta coisa, não aprender a mexer e acabar jogando dinheiro fora.
Então, teria a opção do Redline que seria mais simples de operar, pelo que entendi.
Peço então licença ao amigo Allysson, para emprestar o tópico e pedir ajuda da galera.
Então pessoal, o que me dizem?
Obrigado!!! [beer]

Apesar do Redline ser um excelente equipamento, ele não remapeia a moto...

Tem outras opções...

Abs,
ML
« Última modificação: Janeiro 16, 2018, 10:40:04 am por Mazz »

Offline marcos.bonfim.7

  • Hero Biker
  • *****
  • Mensagens: 509
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #290 Online: Janeiro 14, 2018, 04:59:58 pm »
Amigos,

meu tópico ficou gigante, uma verdadeira enciclopédia de informações técnicas e mecânicas...

Estou concentrado para minha viagem de abril/18, isso inclui estar duro até o fim do ano...  [kaka] [kaka]

Sendo assim, o projeto de remapeamento está adiado...

Confesso que estou mais indeciso agora do que quando fiz o post.

Vou relaxar, depois quebro a cabeça com isso...

Obrigado a todos que colaboraram com suas experiências e dicas...

Ride Safe...

Abrax...


Mas a discussão pode continuar, certo?


abs,
Roka


HAHAHAHAHAHAHAHA

Certamente, a discussão pode, e deve, continuar...

Mesmo porque, esse tópico será minha fonte primária de consultas para escolher como vou remapear a Gorda...

Pena, que pelo andar das coisas não terei essa grana tão cedo... [mellow]

Abrax


 [biggrin] [biggrin] [biggrin]


Mete um FP3 e, baixa o mapa para sua moto com o escape e filtro e seja feliz.
Num futuro se quiser brincar mais bota um PV.


Abs,
Roka
Porque comprar 2 equipamentos semelhantes que tem a mesma função? Salvo o Gead que tem uma coleção destes brinquedos, você só precisa de um.

Tudo o que vc faz no FP3 vc faz no PV e vice versa. Agora faz de um jeito diferente, mas faz a mesma coisa. O PV tem também uma imensa lista de motor, escape é filtro para vc baixar.

Se tem grana... Blz, compra todos, só não esqueça o Redline e a Thundermax! Kkkk Mas você não ganha nada fazendo isso.

Enviado de meu Moto G (5S) usando Tapatalk


Offline jeffcatunda

  • Hero Biker
  • *****
  • Mensagens: 649
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #291 Online: Janeiro 16, 2018, 10:22:52 am »
Em se optando por trocar comando, só o comando e aproveitando as varetas.... Logicamente o remapeamento é necessário... O que eu quero saber agora é:
O FP3 tem a opção de remapeamento com troca de comando?
E se não tem, será que ele dá conta de ajustar só com o autotune?

Segunda questão: foi citado que a regulagem das varetas também vai promover uma certa dificuldade na reprogramação da moto... Teria com fazer sem ser em um mecânico, só com FP3 ou PV?
Street Glide 14/14.
Switchback 13/13.
Dragstar 650 Bobber 05/05.
PCX 15/15.(Vendida)
VTX 1800 06/06.(Vendida)
Lead 110 10/10...
Precisando vender algumas...

Offline jeffcatunda

  • Hero Biker
  • *****
  • Mensagens: 649
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #292 Online: Janeiro 16, 2018, 10:25:26 am »
Porque fiz essas perguntas?
Porque se eu tenho PV ou FP3, que "casam" coma minha central, e eles não vão poder me ajudar no remap da moto com o comando novo... eu vou perder o investimento nesses equipamentos...
Street Glide 14/14.
Switchback 13/13.
Dragstar 650 Bobber 05/05.
PCX 15/15.(Vendida)
VTX 1800 06/06.(Vendida)
Lead 110 10/10...
Precisando vender algumas...

Offline Guina

  • Sr. Biker
  • ****
  • Mensagens: 482
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #293 Online: Janeiro 16, 2018, 10:57:09 am »
Porque fiz essas perguntas?
Porque se eu tenho PV ou FP3, que "casam" coma minha central, e eles não vão poder me ajudar no remap da moto com o comando novo... eu vou perder o investimento nesses equipamentos...


Eu acredito que tanto o PV quanto o FP3 façam o remap da moto para a nova configuração de comando, inclusive até com autotune.

E a troca das varetas originais pelas varetas reguláveis não modifica em nada o mapa e regulagens de motor. A vareta regulável é somente para ajuste do tamanho das varetas caso troque balancins, comando com levantes absurdos, molas etc. É uma peça mecânica com ajuste, só isso.


Fat Boy 2008

Offline Roka

  • Sr. Biker
  • ****
  • Mensagens: 375
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #294 Online: Janeiro 16, 2018, 08:49:38 pm »
Amigos,

meu tópico ficou gigante, uma verdadeira enciclopédia de informações técnicas e mecânicas...

Estou concentrado para minha viagem de abril/18, isso inclui estar duro até o fim do ano...  [kaka] [kaka]

Sendo assim, o projeto de remapeamento está adiado...

Confesso que estou mais indeciso agora do que quando fiz o post.

Vou relaxar, depois quebro a cabeça com isso...

Obrigado a todos que colaboraram com suas experiências e dicas...

Ride Safe...

Abrax...


Mas a discussão pode continuar, certo?


abs,
Roka


HAHAHAHAHAHAHAHA

Certamente, a discussão pode, e deve, continuar...

Mesmo porque, esse tópico será minha fonte primária de consultas para escolher como vou remapear a Gorda...

Pena, que pelo andar das coisas não terei essa grana tão cedo... [mellow]

Abrax


 [biggrin] [biggrin] [biggrin]


Mete um FP3 e, baixa o mapa para sua moto com o escape e filtro e seja feliz.
Num futuro se quiser brincar mais bota um PV.


Abs,
Roka
Porque comprar 2 equipamentos semelhantes que tem a mesma função? Salvo o Gead que tem uma coleção destes brinquedos, você só precisa de um.

Tudo o que vc faz no FP3 vc faz no PV e vice versa. Agora faz de um jeito diferente, mas faz a mesma coisa. O PV tem também uma imensa lista de motor, escape é filtro para vc baixar.

Se tem grana... Blz, compra todos, só não esqueça o Redline e a Thundermax! Kkkk Mas você não ganha nada fazendo isso.

Enviado de meu Moto G (5S) usando Tapatalk


Dizem que o PV é muito melhor que o FP3 e que ele pode ser usado em outra moto, basta pagar a licença.
Falei para o cara começar com o FP3 e rodar. Passado um tempo, leia-se anos, troca pelo PV. De repente até por outro que possa surgir no mercado.
Minha ideia era de falar para o Allysson começar por algum lugar, fazendo o básico e depois, se achar necessário troca por algo melhor.


Abs,
Roka

Fat Boy Lo 2015

Offline marcos.bonfim.7

  • Hero Biker
  • *****
  • Mensagens: 509
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #295 Online: Janeiro 17, 2018, 09:48:18 am »
Amigos,

meu tópico ficou gigante, uma verdadeira enciclopédia de informações técnicas e mecânicas...

Estou concentrado para minha viagem de abril/18, isso inclui estar duro até o fim do ano...  [kaka] [kaka]

Sendo assim, o projeto de remapeamento está adiado...

Confesso que estou mais indeciso agora do que quando fiz o post.

Vou relaxar, depois quebro a cabeça com isso...

Obrigado a todos que colaboraram com suas experiências e dicas...

Ride Safe...

Abrax...


Mas a discussão pode continuar, certo?


abs,
Roka


HAHAHAHAHAHAHAHA

Certamente, a discussão pode, e deve, continuar...

Mesmo porque, esse tópico será minha fonte primária de consultas para escolher como vou remapear a Gorda...

Pena, que pelo andar das coisas não terei essa grana tão cedo... [mellow]

Abrax


 [biggrin] [biggrin] [biggrin]


Mete um FP3 e, baixa o mapa para sua moto com o escape e filtro e seja feliz.
Num futuro se quiser brincar mais bota um PV.


Abs,
Roka
Porque comprar 2 equipamentos semelhantes que tem a mesma função? Salvo o Gead que tem uma coleção destes brinquedos, você só precisa de um.

Tudo o que vc faz no FP3 vc faz no PV e vice versa. Agora faz de um jeito diferente, mas faz a mesma coisa. O PV tem também uma imensa lista de motor, escape é filtro para vc baixar.

Se tem grana... Blz, compra todos, só não esqueça o Redline e a Thundermax! Kkkk Mas você não ganha nada fazendo isso.

Enviado de meu Moto G (5S) usando Tapatalk


Dizem que o PV é muito melhor que o FP3 e que ele pode ser usado em outra moto, basta pagar a licença.
Falei para o cara começar com o FP3 e rodar. Passado um tempo, leia-se anos, troca pelo PV. De repente até por outro que possa surgir no mercado.
Minha ideia era de falar para o Allysson começar por algum lugar, fazendo o básico e depois, se achar necessário troca por algo melhor.


Abs,
Roka
O Power Visison ou PV realmente bate o FP3 em muitos aspectos. Embora na essência eles fazem a mesma coisa. Começar com um PV não muda em nada começar com um FP3. A curva de aprendizado é igual.
Aspectos que avaliei antes de adquirir o meu sistema de remapeamento foram: - 1 )Base instalada. Do que adianta eu ter o melhor brinquedo é brincar sozinho? E se eu precisar de ajuda? Cabos sobressalentes, mapas para comparar e etc... Neste quesito no Br FP3 e PV estão aí bem próximos. Mas lá fora o PV tem muito mais mercado. Os caras de MC 1%, que é quem realmente tuna uma moto até stage 4 e quer tirar tudo que ela dá não usam FP3 e tem um motivo, eles costumam fazer suas peças. Então o PV digamos que se adapta a todos os usos. Nenhum preparador profissional usa o FP3.
2) Experiência do fabricante. A V&H não produz nenhum acessórios eletrônico. Ela sempre produziu escapamentos e mais recentemente filtros. Sua ligação com a MOCO também sempre me deixou preocupado pois a tendência de oferecer suporte a produtos das marcas. Provavelmente uma empresa chinesa fabrica e suporta o desenvolvimento do produto. Já a Dynojet sempre esteve envolvida no desenvolvimento de eletrônica de alta performance, fabricando dinamômetros e o PV tem versão para vários veículos.
3) Facilidade de troca de veículo ou adição de outro. Não pretendo ter outra HD tão cedo, mas um dia quero um Sportster para rodar na cidade, novamente. Para vincular o FP3 a outra moto é possível. Basta comprar uma licença que custa 50% de um outro equipamento. Porém você não pode usar mais na antiga moto. Resumindo para duas motos tem que comprar dois. O PV pode ter uma licença dual adicionada e ele vai trabalhar com as duas motos. O custo da licença é o mesmo. O PV ainda pode utilizar um único aparelho para infinitas* motos. Mediante uma licença tuner adicionada para cada moto. Que é pq mandar tunar numa oficina custa tão caro. O sujeito precisa colocar no custo o valor da licença.
4) Facilidade de edição dos mapas da injeção. Ao contrário do que os iniciantes possam pensar, a injeção trabalha com diversos mapas simultaneamente. Os principais são VE, AFR e PE. Mas tem muito mais. Além de opções diversas de cada ECM. Eles ficam num só arquivo de dados. Mas na hora de editar você deve e pode precisar mexer em todos. Neste momento o software de edição do PV mata a pau. Como desenvolvedor de software e usuário eu acho que daria para melhorar. Mas ele permite que você compare um mapa com outro e te permite visualizar num tapa todas as tabelas que contém diferenças. Confesso que editar o mapa via telefone ou tablet é sedutor. Mas editar sem parâmetros não é tão interessante. Além de que as seleções múltiplas e etc são melhores de fazer no PC.
5) Ter utilidade como scanner para verificar e encontrar problemas. Este foi o ponto que avaliei e me fez descartar o TTS. Embora sei que ele também é um equipamento interessante. Porém bem menos versátil pois requerer um PC plugado para colocar o mapa e efetuar leitura dos logs. Tanto o PV como o FP3 me permitem monitoramento de quase todos os sinais dos sensores da moto. Sem PC na estrada se for o caso e sem exigir licença no caso do PV. Assim posso socorrer ou diagnosticar algumas coisas prós amigos. No caso do PV você também não precisa do celular. Efetuar diagnóstico rápido e na estrada é vital não só para o remapeamento, mas para a manutenção geral. Assim vc dilui o custo do aparelho já que ele ganhou uma nova função. Para ficarem perfeitos eles só precisavam ativar o break bleeding.  Mas não achei nada sobre isso em nenhum dos equipamentos avaliados. Talvez tenha um código secreto...

Bem estes foram meus critérios. E sob nenhuma hipótese poderia recomendar usar a opção FP3 pensando que no futuro vc pode querer o PV. Então pega o PV logo. Mas posso dizer que o FP3 é capaz de atender a quem quer dar um tapa caprichado na moto.

Enviado de meu Moto G (5S) usando Tapatalk


Offline Mazz

  • Global Moderator
  • Hero Biker
  • *****
  • Mensagens: 1.870
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #296 Online: Janeiro 17, 2018, 10:25:00 am »
Tanto o PV como o FP3 me permitem monitoramento de quase todos os sinais dos sensores da moto. Sem PC na estrada se for o caso e sem exigir licença no caso do PV. Assim posso socorrer ou diagnosticar algumas coisas prós amigos. No caso do PV você também não precisa do celular. Efetuar diagnóstico rápido e na estrada é vital não só para o remapeamento, mas para a manutenção geral. Assim vc dilui o custo do aparelho já que ele ganhou uma nova função. Para ficarem perfeitos eles só precisavam ativar o break bleeding.

O FP3 também permite o diagnostico de erros em outras motos que não a sua.
[hd] F.T.W.
[hd] Heritage 103b
[hd] "I can't describe you, how wonderful is the feeling of beeing in this machine"

Offline marcos.bonfim.7

  • Hero Biker
  • *****
  • Mensagens: 509
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #297 Online: Janeiro 17, 2018, 10:31:09 am »
Tanto o PV como o FP3 me permitem monitoramento de quase todos os sinais dos sensores da moto. Sem PC na estrada se for o caso e sem exigir licença no caso do PV. Assim posso socorrer ou diagnosticar algumas coisas prós amigos. No caso do PV você também não precisa do celular. Efetuar diagnóstico rápido e na estrada é vital não só para o remapeamento, mas para a manutenção geral. Assim vc dilui o custo do aparelho já que ele ganhou uma nova função. Para ficarem perfeitos eles só precisavam ativar o break bleeding.

O FP3 também permite o diagnostico de erros em outras motos que não a sua.
Ótimo saber. Eu desconfiava mas não tinha certeza.

Enviado de meu Moto G (5S) usando Tapatalk


Offline ALLYSSON FALCON

  • Live free or die...
  • Sr. Biker
  • ****
  • Mensagens: 456
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #298 Online: Janeiro 17, 2018, 06:59:56 pm »
Amigos,

meu tópico ficou gigante, uma verdadeira enciclopédia de informações técnicas e mecânicas...

Estou concentrado para minha viagem de abril/18, isso inclui estar duro até o fim do ano...  [kaka] [kaka]

Sendo assim, o projeto de remapeamento está adiado...

Confesso que estou mais indeciso agora do que quando fiz o post.

Vou relaxar, depois quebro a cabeça com isso...

Obrigado a todos que colaboraram com suas experiências e dicas...

Ride Safe...

Abrax...


Mas a discussão pode continuar, certo?


abs,
Roka


HAHAHAHAHAHAHAHA

Certamente, a discussão pode, e deve, continuar...

Mesmo porque, esse tópico será minha fonte primária de consultas para escolher como vou remapear a Gorda...

Pena, que pelo andar das coisas não terei essa grana tão cedo... [mellow]

Abrax


 [biggrin] [biggrin] [biggrin]


Mete um FP3 e, baixa o mapa para sua moto com o escape e filtro e seja feliz.
Num futuro se quiser brincar mais bota um PV.


Abs,
Roka
Porque comprar 2 equipamentos semelhantes que tem a mesma função? Salvo o Gead que tem uma coleção destes brinquedos, você só precisa de um.

Tudo o que vc faz no FP3 vc faz no PV e vice versa. Agora faz de um jeito diferente, mas faz a mesma coisa. O PV tem também uma imensa lista de motor, escape é filtro para vc baixar.

Se tem grana... Blz, compra todos, só não esqueça o Redline e a Thundermax! Kkkk Mas você não ganha nada fazendo isso.

Enviado de meu Moto G (5S) usando Tapatalk


Dizem que o PV é muito melhor que o FP3 e que ele pode ser usado em outra moto, basta pagar a licença.
Falei para o cara começar com o FP3 e rodar. Passado um tempo, leia-se anos, troca pelo PV. De repente até por outro que possa surgir no mercado.
Minha ideia era de falar para o Allysson começar por algum lugar, fazendo o básico e depois, se achar necessário troca por algo melhor.


Abs,
Roka
O Power Visison ou PV realmente bate o FP3 em muitos aspectos. Embora na essência eles fazem a mesma coisa. Começar com um PV não muda em nada começar com um FP3. A curva de aprendizado é igual.
Aspectos que avaliei antes de adquirir o meu sistema de remapeamento foram: - 1 )Base instalada. Do que adianta eu ter o melhor brinquedo é brincar sozinho? E se eu precisar de ajuda? Cabos sobressalentes, mapas para comparar e etc... Neste quesito no Br FP3 e PV estão aí bem próximos. Mas lá fora o PV tem muito mais mercado. Os caras de MC 1%, que é quem realmente tuna uma moto até stage 4 e quer tirar tudo que ela dá não usam FP3 e tem um motivo, eles costumam fazer suas peças. Então o PV digamos que se adapta a todos os usos. Nenhum preparador profissional usa o FP3.
2) Experiência do fabricante. A V&H não produz nenhum acessórios eletrônico. Ela sempre produziu escapamentos e mais recentemente filtros. Sua ligação com a MOCO também sempre me deixou preocupado pois a tendência de oferecer suporte a produtos das marcas. Provavelmente uma empresa chinesa fabrica e suporta o desenvolvimento do produto. Já a Dynojet sempre esteve envolvida no desenvolvimento de eletrônica de alta performance, fabricando dinamômetros e o PV tem versão para vários veículos.
3) Facilidade de troca de veículo ou adição de outro. Não pretendo ter outra HD tão cedo, mas um dia quero um Sportster para rodar na cidade, novamente. Para vincular o FP3 a outra moto é possível. Basta comprar uma licença que custa 50% de um outro equipamento. Porém você não pode usar mais na antiga moto. Resumindo para duas motos tem que comprar dois. O PV pode ter uma licença dual adicionada e ele vai trabalhar com as duas motos. O custo da licença é o mesmo. O PV ainda pode utilizar um único aparelho para infinitas* motos. Mediante uma licença tuner adicionada para cada moto. Que é pq mandar tunar numa oficina custa tão caro. O sujeito precisa colocar no custo o valor da licença.
4) Facilidade de edição dos mapas da injeção. Ao contrário do que os iniciantes possam pensar, a injeção trabalha com diversos mapas simultaneamente. Os principais são VE, AFR e PE. Mas tem muito mais. Além de opções diversas de cada ECM. Eles ficam num só arquivo de dados. Mas na hora de editar você deve e pode precisar mexer em todos. Neste momento o software de edição do PV mata a pau. Como desenvolvedor de software e usuário eu acho que daria para melhorar. Mas ele permite que você compare um mapa com outro e te permite visualizar num tapa todas as tabelas que contém diferenças. Confesso que editar o mapa via telefone ou tablet é sedutor. Mas editar sem parâmetros não é tão interessante. Além de que as seleções múltiplas e etc são melhores de fazer no PC.
5) Ter utilidade como scanner para verificar e encontrar problemas. Este foi o ponto que avaliei e me fez descartar o TTS. Embora sei que ele também é um equipamento interessante. Porém bem menos versátil pois requerer um PC plugado para colocar o mapa e efetuar leitura dos logs. Tanto o PV como o FP3 me permitem monitoramento de quase todos os sinais dos sensores da moto. Sem PC na estrada se for o caso e sem exigir licença no caso do PV. Assim posso socorrer ou diagnosticar algumas coisas prós amigos. No caso do PV você também não precisa do celular. Efetuar diagnóstico rápido e na estrada é vital não só para o remapeamento, mas para a manutenção geral. Assim vc dilui o custo do aparelho já que ele ganhou uma nova função. Para ficarem perfeitos eles só precisavam ativar o break bleeding.  Mas não achei nada sobre isso em nenhum dos equipamentos avaliados. Talvez tenha um código secreto...

Bem estes foram meus critérios. E sob nenhuma hipótese poderia recomendar usar a opção FP3 pensando que no futuro vc pode querer o PV. Então pega o PV logo. Mas posso dizer que o FP3 é capaz de atender a quem quer dar um tapa caprichado na moto.

Enviado de meu Moto G (5S) usando Tapatalk


Marcos,

mesmo tendo adiado a compra do aparelho em virtude da viagem ao Uruguai, eu certamente quero muito dar uma mexida na moto. Como propus quando abri esse tópico.

E a sua detalhada resposta me tirou algumas dúvidas. Principalmente no quesito experiência das marcas, seus argumentos são muito bons.

Eu mexi um bocado na minha antiga "Hot Lover", minha Drag Star 2008... kit Dynojet, e outros venenos, ela foi preparada pelo Rodrigo Serrão, da Space 1, na General Osório... só a Drag do meu amigo Sérgio "Sinner" Domingues (da marca Street Legal) andava mais que a minha...

Aqui no cerrado e no planalto central minha menina era imbatível... neguinho pirava no quanto ela andava...

Meu amigo Túlio Dantas, de Brasília, que mudou para uma GS 1200, usava o PV na RK Police dele e só fazia elogios...

Acho que, para o que pretendo, o Power Vision vai me atender bem.

Entretanto, eu gostaria de poder instalar o PV com alguém bom de serviço, que pudesse me passar o básico do funcionamento dele, etc. Certamente, aqui na Goianossaurolândia só tem "mexânicos"... terei de fazer isso em SP...

Mas esses caras top, Henn, CDSteel, etc não gostam de instalar outros aparelhos...

Quem seria legal de instalar o PV ??? Podem indicar? Pode ser em qualquer lugar, pretexto para ir para a estrada de novo... kkk

Abrax...
Live free or die...

Allysson Falcon
Goiânia/GO



FLSTC Heritage Softail Classic 2017 "Gorda"
Ex: Triumph Bonneville T100 2015 "Inglesinha"
Ex: Yamaha Drag Star XVS 650 2008 "Hot Lover"

Offline marcos.bonfim.7

  • Hero Biker
  • *****
  • Mensagens: 509
Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #299 Online: Janeiro 18, 2018, 12:04:58 pm »
Amigos,

meu tópico ficou gigante, uma verdadeira enciclopédia de informações técnicas e mecânicas...

Estou concentrado para minha viagem de abril/18, isso inclui estar duro até o fim do ano...  [kaka] [kaka]

Sendo assim, o projeto de remapeamento está adiado...

Confesso que estou mais indeciso agora do que quando fiz o post.

Vou relaxar, depois quebro a cabeça com isso...

Obrigado a todos que colaboraram com suas experiências e dicas...

Ride Safe...

Abrax...


Mas a discussão pode continuar, certo?


abs,
Roka


HAHAHAHAHAHAHAHA

Certamente, a discussão pode, e deve, continuar...

Mesmo porque, esse tópico será minha fonte primária de consultas para escolher como vou remapear a Gorda...

Pena, que pelo andar das coisas não terei essa grana tão cedo... [mellow]

Abrax


 [biggrin] [biggrin] [biggrin]


Mete um FP3 e, baixa o mapa para sua moto com o escape e filtro e seja feliz.
Num futuro se quiser brincar mais bota um PV.


Abs,
Roka
Porque comprar 2 equipamentos semelhantes que tem a mesma função? Salvo o Gead que tem uma coleção destes brinquedos, você só precisa de um.

Tudo o que vc faz no FP3 vc faz no PV e vice versa. Agora faz de um jeito diferente, mas faz a mesma coisa. O PV tem também uma imensa lista de motor, escape é filtro para vc baixar.

Se tem grana... Blz, compra todos, só não esqueça o Redline e a Thundermax! Kkkk Mas você não ganha nada fazendo isso.

Enviado de meu Moto G (5S) usando Tapatalk


Dizem que o PV é muito melhor que o FP3 e que ele pode ser usado em outra moto, basta pagar a licença.
Falei para o cara começar com o FP3 e rodar. Passado um tempo, leia-se anos, troca pelo PV. De repente até por outro que possa surgir no mercado.
Minha ideia era de falar para o Allysson começar por algum lugar, fazendo o básico e depois, se achar necessário troca por algo melhor.


Abs,
Roka
O Power Visison ou PV realmente bate o FP3 em muitos aspectos. Embora na essência eles fazem a mesma coisa. Começar com um PV não muda em nada começar com um FP3. A curva de aprendizado é igual.
Aspectos que avaliei antes de adquirir o meu sistema de remapeamento foram: - 1 )Base instalada. Do que adianta eu ter o melhor brinquedo é brincar sozinho? E se eu precisar de ajuda? Cabos sobressalentes, mapas para comparar e etc... Neste quesito no Br FP3 e PV estão aí bem próximos. Mas lá fora o PV tem muito mais mercado. Os caras de MC 1%, que é quem realmente tuna uma moto até stage 4 e quer tirar tudo que ela dá não usam FP3 e tem um motivo, eles costumam fazer suas peças. Então o PV digamos que se adapta a todos os usos. Nenhum preparador profissional usa o FP3.
2) Experiência do fabricante. A V&H não produz nenhum acessórios eletrônico. Ela sempre produziu escapamentos e mais recentemente filtros. Sua ligação com a MOCO também sempre me deixou preocupado pois a tendência de oferecer suporte a produtos das marcas. Provavelmente uma empresa chinesa fabrica e suporta o desenvolvimento do produto. Já a Dynojet sempre esteve envolvida no desenvolvimento de eletrônica de alta performance, fabricando dinamômetros e o PV tem versão para vários veículos.
3) Facilidade de troca de veículo ou adição de outro. Não pretendo ter outra HD tão cedo, mas um dia quero um Sportster para rodar na cidade, novamente. Para vincular o FP3 a outra moto é possível. Basta comprar uma licença que custa 50% de um outro equipamento. Porém você não pode usar mais na antiga moto. Resumindo para duas motos tem que comprar dois. O PV pode ter uma licença dual adicionada e ele vai trabalhar com as duas motos. O custo da licença é o mesmo. O PV ainda pode utilizar um único aparelho para infinitas* motos. Mediante uma licença tuner adicionada para cada moto. Que é pq mandar tunar numa oficina custa tão caro. O sujeito precisa colocar no custo o valor da licença.
4) Facilidade de edição dos mapas da injeção. Ao contrário do que os iniciantes possam pensar, a injeção trabalha com diversos mapas simultaneamente. Os principais são VE, AFR e PE. Mas tem muito mais. Além de opções diversas de cada ECM. Eles ficam num só arquivo de dados. Mas na hora de editar você deve e pode precisar mexer em todos. Neste momento o software de edição do PV mata a pau. Como desenvolvedor de software e usuário eu acho que daria para melhorar. Mas ele permite que você compare um mapa com outro e te permite visualizar num tapa todas as tabelas que contém diferenças. Confesso que editar o mapa via telefone ou tablet é sedutor. Mas editar sem parâmetros não é tão interessante. Além de que as seleções múltiplas e etc são melhores de fazer no PC.
5) Ter utilidade como scanner para verificar e encontrar problemas. Este foi o ponto que avaliei e me fez descartar o TTS. Embora sei que ele também é um equipamento interessante. Porém bem menos versátil pois requerer um PC plugado para colocar o mapa e efetuar leitura dos logs. Tanto o PV como o FP3 me permitem monitoramento de quase todos os sinais dos sensores da moto. Sem PC na estrada se for o caso e sem exigir licença no caso do PV. Assim posso socorrer ou diagnosticar algumas coisas prós amigos. No caso do PV você também não precisa do celular. Efetuar diagnóstico rápido e na estrada é vital não só para o remapeamento, mas para a manutenção geral. Assim vc dilui o custo do aparelho já que ele ganhou uma nova função. Para ficarem perfeitos eles só precisavam ativar o break bleeding.  Mas não achei nada sobre isso em nenhum dos equipamentos avaliados. Talvez tenha um código secreto...

Bem estes foram meus critérios. E sob nenhuma hipótese poderia recomendar usar a opção FP3 pensando que no futuro vc pode querer o PV. Então pega o PV logo. Mas posso dizer que o FP3 é capaz de atender a quem quer dar um tapa caprichado na moto.

Enviado de meu Moto G (5S) usando Tapatalk


Marcos,

mesmo tendo adiado a compra do aparelho em virtude da viagem ao Uruguai, eu certamente quero muito dar uma mexida na moto. Como propus quando abri esse tópico.

E a sua detalhada resposta me tirou algumas dúvidas. Principalmente no quesito experiência das marcas, seus argumentos são muito bons.

Eu mexi um bocado na minha antiga "Hot Lover", minha Drag Star 2008... kit Dynojet, e outros venenos, ela foi preparada pelo Rodrigo Serrão, da Space 1, na General Osório... só a Drag do meu amigo Sérgio "Sinner" Domingues (da marca Street Legal) andava mais que a minha...

Aqui no cerrado e no planalto central minha menina era imbatível... neguinho pirava no quanto ela andava...

Meu amigo Túlio Dantas, de Brasília, que mudou para uma GS 1200, usava o PV na RK Police dele e só fazia elogios...

Acho que, para o que pretendo, o Power Vision vai me atender bem.

Entretanto, eu gostaria de poder instalar o PV com alguém bom de serviço, que pudesse me passar o básico do funcionamento dele, etc. Certamente, aqui na Goianossaurolândia só tem "mexânicos"... terei de fazer isso em SP...

Mas esses caras top, Henn, CDSteel, etc não gostam de instalar outros aparelhos...

Quem seria legal de instalar o PV ??? Podem indicar? Pode ser em qualquer lugar, pretexto para ir para a estrada de novo... kkk

Abrax...
Quando voltar Uruguai a gente toma aquela gelada e eu instalo o meu na tua moto. Só pra ti ver que leva 4 minutos, sendo 3 o tempo necessário para remover o banco do passageiro. Kkkk

Enviado de meu Moto G (5S) usando Tapatalk


Forum Harley

Re:Qual o melhor remapeamento?
« Resposta #299 Online: Janeiro 18, 2018, 12:04:58 pm »